Suspeito de matar jovem na praia do Cassino é preso em Rio Grande


Corpo de Simone Souza Cunha, de 23 anos, foi encontrado nas dunas da praia na segunda-feira (2). Homem de 27 anos foi preso em Rio Grande e confessou o feminicídio, diz polícia. Simone Souza Cunha, de 23 anos, foi encontrada morta na praia do Cassino
Arquivo Pessoal
A Polícia Civil prendeu na tarde desta quarta-feira (4), em Rio Grande, no Sul do estado, um homem de 27 anos suspeito de ter matado Simone Souza Cunha, de 23 anos. O corpo dela foi encontrado nas dunas da praia do Cassino, na segunda-feira (2), com marcas de violência.
Segundo investigações preliminares da Delegacia Especializada no Atendimento a Mulher, Simone conheceu o suspeito na noite de domingo (1º), na avenida Rio Grande, e eles mantiveram um envolvimento.
No dia seguinte, ela foi localizada próxima ao bairro Querência por um casal que passava pela área. De acordo com a polícia, ela estava nua, apenas com uma blusa puxada acima do peito.
A carteira e o celular de Simone foram levados, e ela também tinha marcas de espancamento no rosto.
A Polícia Civil descobriu a autoria e pediu a prisão preventiva do suspeito à Justiça. Ele tem envolvimento com roubos e, conforme a polícia, foi encaminhado à Penitenciária Estadual do Rio Grande.
Simone era estudante e morava com a mãe na praia do Cassino. Ela planejava concluir o curso de Educação para Jovens e Adultos (EJA) e fazer vestibular para gastronomia.
Como o irmão, que mora em Canoas, visitava a família no feriado, ela aproveitou para sair com amigos. O caso segue sendo investigado pela polícia.
Corpo de mulher foi encontrado na praia do Cassino, em Rio Grande
Divulgação / Polícia Civil
Leia a nota oficial da Polícia Civil
Na tarde de 04 de novembro, a Polícia Civil de Rio Grande, por meio da Delegacia Especializada no Atendimento a Mulher realizou a prisão de um homem de 27 anos, suspeito de ter cometido um feminicídio na última segunda-feira ocorrido na praia do Cassino. Desde o momento em que o corpo foi encontrado, a Polícia Civil de Rio Grande montou uma força tarefa com duas Delegadas e sete agentes. Na noite de segunda, a Polícia Civil, após intenso trabalho de inteligência, já havia descoberto a autoria e representado pela prisão preventiva. Segundo investigações preliminares, a vítima conheceu o suspeito na noite de domingo na avenida Rio Grande, tendo os dois mantido um pequeno envolvimento. O preso já possuía envolvimento com crimes de roubos. Após a prisão, foi encaminhado à Penitenciária Estadual do Rio Grande.
Confira os destaques de G1 RS: