O evento Cruise 2020 da Chanel, que aconteceu no dia 3 de maio, não podia ter ocorrido em local melhor senão na grandiosa estação Grand Palais em Paris. A Maison francesa, segundo nos contou a modelo e fashionista Marcella Portugal, convida amantes da grife para uma viagem à nova era da marca.

Simbólico talvez pensar na escolha do local definido por Virginie Viard, uma vez que a paixão de Gabrielle Chanel por estações de trem é evidente. Marcada de encontros e despedidas as plataformas simbolizam também o adeus a Karl Legerfeld. “Virginie havia sido braço direito durante anos de Karl e após a sua morte em fevereiro deste ano, Viard assumiu o posto de diretora criativa da Chanel. É um adeus e um recomeço da grife francesa, tudo num mesmo desfile” comentou a modelo Marcella Portugal, que desde muito tempo é fã assumida da Chanel.

Virginie Viard, em sua estreia como diretora criativa Chanel, retomou clássicos até então esquecidos no mundo da moda. “De uma maneira bem divertida e jovem, Viard fez do desfile um verdadeiro sucesso” disse Marcella Portugal, sobre suas impressões acerca do Cruise 2020 da Chanel.

O desfile marca uma emocionante viajante à nova era da Maison francesa, que recebeu um toque bem romântico, desapegado e leve. Na estação Grand Palais o mundo da moda parou para ver o belíssimo desfile marcado pelo “livre, leve e solto”. De mala nas mãos, a coleção cruise da Chanel trouxe também uma preocupação com as questões do planeta.

Para quem esteve presente no evento, é possível imaginar o clima que pairava sobre a estação de trem. Marcella Portugal, comenta que não teve a chance de ir ao desfile neste ano, mas admiti que apesar disto sente-se verdadeiramente orgulhosa de Virginie e aposta que lá de cima Legerfeld também deve estar. “Foi um desfile emocionante e só se pode imaginar um futuro ainda mais brilhante para a Chanel” comentou Marcella Portugal.