Presos suspeitos de integrar quadrilha de Canoas que roubava carros em Porto Alegre

Cerca de 80 policiais civis cumpriram, na manhã desta quinta-feira (03), 16 mandados de prisão e outros 16 de busca contra uma quadrilha de Canoas que rouba carros no Centro Histórico e na zona norte de Porto Alegre. O grupo tem integrantes que são detentos do regime semiaberto e outros do regime fechado, que atuam nas negociações dos veículos.

Depoimentos e áudios obtidos pela polícia confirmam que os criminosos ameaçavam e agrediam com coronhadas as vítimas. Até 8h, 15 suspeitos haviam sido detidos.

As ordens judiciais foram cumpridas em Canoas, Porto Alegre, Alvorada, Nova Santa Rita e Charqueadas. Além dos agentes terem indo na casa de nove suspeitos, também prenderam três detentos do regime semiaberto que integram o grupo. Outros quatro apenados já se encontram no regime fechado, no complexo prisional de Charqueadas, mas tiveram nova ordem de prisão contra eles por mais estes crimes.

Os 16 integrantes da quadrilha vão responder por organização criminosa, roubo, receptação e clonagem de veículos. A investigação de um ano é dos delegados Rafael Liedtke e Marco Guns, que respondem pela Delegacia de Roubo de Veículos do Departamento Estadual de Investigações Criminais.