Comunidade poderá encaminhar sugestões sobre projeto que deve ampliar o atendimento público aos animais, com participação de entidades privadas. Atualmente, estrutura disponível pela prefeitura opera com 35% de capacidade.

Prefeitura quer ouvir a população para elaborar projeto de expansão do atendimento da Usav e outras estruturas de atendimento animal  — Foto: Joel Vargas/PMPA
Prefeitura quer ouvir a população para elaborar projeto de expansão do atendimento da Usav e outras estruturas de atendimento animal — Foto: Joel Vargas/PMPA

A população de Porto Alegre pode opinar, a partir desta quarta-feira (10), sobre a proposta de ampliação dos serviços de proteção animal da capital. Os documentos e o formulário de contribuições estão disponíveis no link Consulta Pública, no site da prefeitura.

O formulário deverá ser enviado para o e-mail [email protected] até o dia 10 de agosto de 2019.

O objetivo da prefeitura é ampliar o atendimento da Unidade de Saúde Animal Victória (Usav), da Unidade Móvel de Adoção de Animais e do abrigo temporário para cães e gatos. Atualmente, a Usav opera em 35% de sua capacidade.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior explica que a ampliação deve contar com a participação de entidades privadas. Dessa forma, a prefeitura acredita que será possível aumentar a capacidade de atendimento.

“Estamos estudando há seis meses um edital para contratualizar o serviço da Usav. Segue o formato da saúde e educação, ou seja, oferecer um serviço público por meio de entidades privadas que tragam eficiência na entrega à população”, afirma o prefeito.

“É assim que vamos utilizar a estrutura, hoje em parte ociosa, para ampliar o atendimento de castrações, chipagem, albergagem, e ainda disponibilizar o que hoje não existe lá, como exames, cirurgias ortopédicas e quimioterapia”, acrescenta.

A prefeitura estima que o projeto possibilite o aumento de cirurgias gerais, castrações, atendimentos clínicos e número de vagas de albergues. Além disso, deve implementar serviços que atualmente não são feitos:

  • Cirurgias ortopédicas – 240 por ano
  • Exames diagnóstico – 4.116 por ano
  • Exames de imagem – 2.760 por ano
  • Sorologia FIV e Felv – 240 por ano
  • Quimioterapia – 240 por ano