Polícia Civil deflagra operação no combate aos crimes patrimoniais em Canoas

A Polícia Civil deflagrou nesta terça-feira (21) a operação Mundare com o objetivo de combater os roubos patrimoniais, sobretudo de veículos, em Canoas.

Houve o cumprimento de 21 ordens judiciais sendo 16 mandados de busca e apreensão e outros cinco de prisão, sendo quatro temporárias e uma preventiva. Sete criminosos foram presos e armas, munições e drogas foram recolhidas.

A ação, realizada pela 1ª DP de Canoas, sob comando do delegado Rafael Pereira, ocorreu nos bairros Centro, Mathias Velho, Harmonia, Rio Branco e Guajuviras. Cerca de 100 policiais civis em 27 viaturas, com apoio aéreo, foram mobilizados.

Segundo o delegado Rafael Pereira, as investigações duraram em torno de três meses e apontaram 36 veículos roubados no período. De acordo com ele, as ordens judiciais foram expedidas diante do material e informação apurados pelos agentes no período, sendo coletadas provas como vídeos dos criminosos, fotos, depoimentos, reconhecimentos e relatórios, entre outros.

Um dos crimes que chamou a atenção foi o roubo de veículo no qual os criminosos não conseguiram desligar o telefone celular da vítima e o telefone gravou parte da ação dos criminosos. Pelo menos 17 inquéritos já foram abertos.