Pacto Alegre lança projeto Educação Transformadora

Por Redação O Sul | 25 de agosto de 2020

A Mesa Diretiva do Pacto Alegre reuniu-se por videoconferência, na manhã desta terça-feira (25), quando foi lançado pela prefeitura o projeto Educação Transformadora. A iniciativa, coordenada pela Smed (Secretaria Municipal de Educação), une poder público, universidades e sociedade civil para o fortalecimento da rede comunitária de ensino. “O foco será na pluralidade e diversidade de oferta da educação pública e no monitoramento da qualidade da educação oferecida”, sintetiza o secretário municipal de Educação, Adriano Naves de Brito.

O projeto será desenvolvido em três eixos principais: formação de professores voltada à atuação em escolas comunitárias por meio de parcerias com instituições de ensino superior; Fundo Cidadania pela Educação, em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco); e Centro de Estudos Aplicados à Educação, a ser instalado na Smed com recursos do Fundo Municipal de Inovação e Tecnologia.

No lançamento do projeto, a Unisinos (Universidade do Vale do Rio dos Sinos) anunciou a oferta de 40 bolsas de estudo para a formação de professores. A UniLaSalle e a Faculdade Senac devem desenvolver ações para professores, gestores e estudantes. A Faculdade Moinhos de Vento irá propor um curso sobre elaboração de planos de contingência para as escolas retornarem às atividades presenciais. Outras instituições vão ofertar bolsas de bacharelado na área da educação: Uniritter, Fadergs e Anhanguera.

A Smed destinará um espaço em sua sede para a criação do Centro de Estudos, que abrigará as ações de cooperação técnica com as universidades integrantes da Aliança para Inovação – além da Unisinos, participam a Ufrgs (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e a PUCRS. O local será gerido por uma organização social a ser definida por edital.

Desafios

Presente na videoconferência, o consultor espanhol Josep Piquè destaca que a pandemia trouxe novos desafios, como a necessidade de formar escolas mais inovadoras e tecnológicas. “O Pacto Alegre é um mecanismo coletivo de articulação e priorização de projetos, como a Educação Transformadora. Precisamos aproveitar essa situação para inovar e impulsionar soluções para desafios atuais”, afirma.

O coordenador do Pacto Alegre, Luiz Carlos da Silva Pinto, falou sobre os projetos em andamento. “O Pacto Alegre está desenvolvendo ações em diferentes áreas, como educação e empreendedorismo, e vamos sair mais fortalecidos”, ressalta. Participaram também a representante da Unesco no Brasil, Marlova Noleto, e o empresário Jorge Gerdau Johannpeter, parceiro do Município em diferentes ações voltadas ao ensino.

Print Friendly, PDF & Email