Operação integrada fecha casa de jogos clandestina em Novo Hamburgo

Uma operação integrada realizada na noite de sexta-feira (17) fechou uma casa de jogos de azar clandestina no Centro de Novo Hamburgo. A ação contou com a participação da Guarda Municipal, Brigada Militar, Corpo de Bombeiros Militar e o apoio de uma ambulância da SAMU. A ação foi desencadeada por volta das 20h e mobilizou um efetivo de 25 agentes.

Ao todo, 11 pessoas foram flagradas e identificadas pelas forças de Segurança. O local contava com 43 máquinas de jogos eletrônicos e câmeras de monitoramento externo, visualizadas pelos proprietários por meio de dois televisores no interior das instalações.

O prédio foi interditado pelo CBM e os responsáveis notificados. As máquinas serão apreendidas e recolhidas a depósito. Em virtude do grande volume, elas foram parcialmente inutilizadas e o dinheiro existente na casa jogos recolhido – um total de R$ 3,7 mil, sendo R$ 1 mil em cheque e R$ 2,7 mil em espécie.

Os responsáveis serão enquadrados no Art. 50 da Lei de Contravenções Penais, que trata da exploração de jogos de azar. A pena, em caso de condenação, corresponde a prisão (três meses a um ano), multa e confisco de bens apreendidos.

Eles também responderão administrativamente por descumprimento ao decreto municipal que regulamenta as normas de distanciamento social visando o combate à pandemia de Covid-19. As multas previstas variam de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão. Em caso de reincidência, esses valores dobram.