Filhote de coruja é resgatado na Zona Sul de Porto Alegre

Por Redação O Sul | 11 de agosto de 2020

A Equipe de Fauna Silvestre da Smams (Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade) atendeu a um pedido de resgate de um filhote de coruja-orelhuda (Asio clamator) no bairro Vila Assunção, na Zona Sul de Porto Alegre.

A ave, que ainda não possui a habilidade de voar, havia caído do ninho, o que gerou preocupação, pois no local circulam animais domésticos como cachorros e gatos.

Essa espécie, de hábitos noturnos, é relativamente adaptada ao meio urbano, podendo utilizar ocos de árvores em praças e jardins como ninho, situação ocorrida neste resgate, realizado na segunda-feira (10). Segundo a técnica da equipe, Geane Peres Azambuja, que acompanhou a ação, a coruja-orelhuda é uma importante controladora de animais sinantrópicos, ou seja, aqueles que vivem nos arredores de habitações humanas, de onde tiram abrigo.

“A alimentação é baseada no consumo de ratos, morcegos, insetos, anfíbios, répteis e aves como pombos, auxiliando, assim, no equilíbrio das populações de animais, muitas vezes, indesejados”, revelou a técnica. O filhote não apresentava ferimentos e foi  encaminhado para uma clínica veterinária conveniada.

Qualquer informação sobre animais silvestres ou pedidos de resgate podem ser solicitados pelo telefone (51) 3289-7517 ou pelo e-mail faunasilvestre@smams.prefpoa.com.br.

Print Friendly, PDF & Email