As lojas de rua e de shoppings em Porto Alegre funcionam até este domingo para as compras do Dia dos Pais

Por Redação O Sul | 6 de agosto de 2020

Um decreto assinado nesta quinta-feira (6) pelo prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, autorizou os estabelecimentos comerciais de rua, shoppings e outros centros comerciais a funcionarem, sem restrições de horário, nesta sexta, sábado e domingo, Dia dos Pais. Conforme o chefe do Executivo, a medida tem caráter excepcional, a fim de viabilizar as vendas alusivas à data temática.

Debatida em reunião do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus e publicada no Diário Oficial do município, a decisão não inclui o Mercado Público (Centro Histórico). O local, porém, poderá atender em regime de 24 horas, de segunda a domingo, desde que os portões sigam fechados – exceto para os estabelecimentos com acesso externo pela avenida Borges de Medeiros e Praça 15 de Novembro. O Mercado do Bom Fim também poderá funcionar “full-time”.

“Para a próxima semana, já está sendo elaborado um planejamento para retomada gradual dos demais setores em conjunto com as entidades empresariais e comerciais”, acrescentou Marchezan em sua conta no Twitter.

Exigências

– Controle do fluxo de pessoas, na entrada e na saída, e o número de pessoas presentes no local, com aferição de temperatura de clientes e funcionários, disponibilizando tais informações à fiscalização municipal quando solicitado;

– Observação da ocupação máxima de 25% (vinte e cinco por cento) da capacidade prevista no plano de proteção e prevenção contra incêndio, sendo vedado o ingresso nas bancas;

– Controle de possíveis aglomerações humanas, com observância da distância mínima interpessoal de 2 metros e das medidas de proteção individual e higienização, incluindo disponibilização de de álcool-gel 70% para utilização dos clientes e funcionários do local na entrada de cada um dos acessos que permanecerem abertos;

– Orientação aos clientes para que ingresse apenas uma pessoa dentre os coabitantes de uma mesma residência.

Alimentação

Já os bares e restaurantes continuam autorizados a fornecer alimentos e bebidas exclusivamente por meio do sistema de tele-entrega (“delivery”) ou pegue-e-leve (“take-away”). As praças de alimentação de shoppings e centros comerciais, por sua vez, ainda não estão autorizadas a reabrir suas portas.

Estética

Salões de beleza e barbearias também estão liberados para retomar a prestação de serviços ao público a partir desta sexta-feira, com equipes reduzidas e restrição do número de clientes a 30% do limite previsto no alvará de funcionamento ou de prevenção contra incêndios. Também devem ser observadas a distância mínima de 4 metros entre os clientes.

Academias

Representantes da prefeitura e de academias da capital gaúcha se reuniram nesta quinta-feira (6) para debater protocolos sanitários que permitam a retomada segura das atividades do segmento. Participaram membros do Cref (Conselho Regional de Educação Física) do Rio Grande do Sul), AAGU (Associação das Academias Gaúchas Unidas).

Eles foram ouvidos pelos secretários municipais Bruno Miragem (Enfrentamento do Coronavírus) e e Leonardo Hoff (Desenvolvimento Econômico), no âmbito das ações em estudo pelo CTECOV (Comitê Temporário de Enfrentamento ao Coronavírus) na cidade.

“Estamos estabelecendo um diálogo aberto, considerando a experiência dos profissionais da área, de forma que possamos estabelecer regras que funcionem do ponto-de-vista sustentável e também da saúde dos clientes”, destacou Bruno.

“Queremos construir, em conjunto, meios para uma retomada economicamente viável para os negócios e segura para a saúde da população”, acrescentou Hoff. “É um desafio equilibrar modelos tão distintos, por isso as análises e estudos minuciosos por parte das equipes da prefeitura. Neste momento, a contribuição das entidades representativas é essencial.”

(Marcello Campos)

Print Friendly, PDF & Email