Droga foi descoberta durante procedimento de rotina. Material foi aberto e também passou pelo scanner da Penitenciária Estadual de Rio Grande (PERG).

Segundo a Susepe, havia maconha dentro de pacotes de erva mate — Foto: Susepe/Divulgação
Segundo a Susepe, havia maconha dentro de pacotes de erva mate — Foto: Susepe/Divulgação

Agentes penitenciários encontraram 1 kg de maconha dentro de dois pacotes de erva mate, com 500 g cada, ao inspecionarem a correspondência que era destinada a um detento da Penitenciária Estadual de Rio Grande (PERG), que fica no Sul do estado.

De acordo com a Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe), a droga foi enviada pelo correio com um nome falso usado no remetente, conforme informou a direção da casa prisional.

Os agentes descobriram que havia maconha no lugar da erva depois de abrirem os pacotes e passarem pelo scanner, procedimento de rotina no presídio.

A Susepe informa que um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) será instaurado para apurar o caso.

A droga e os pacotes foram apreendidos e encaminhados para uma delegacia da Polícia Civil.