A prefeitura de Porto Alegre propõe retomada das aulas a partir do dia 5

Proposta de retorno do ensino foi apresentada nesta segunda.

Foto: Enrico Salvador/Divulgação/PMPA

Proposta de retorno do ensino foi apresentada nesta segunda. (Foto: Enrico Salvador/Divulgação/PMPA)

Nesta segunda-feira (14) o prefeito Nelson Marchezan Júnior apresentou um calendário para o retorno do ensino em Porto Alegre. A proposta é de que as aulas sejam retomadas em 5 de outubro, no caso da Educação Infantil, terceiro ano do Ensino Médio, Educação Profissional e EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Antes da retomada das aulas, no dia 28 de setembro, retornariam alimentação, atividades de apoio e adaptação da Educação Infantil. Os estudantes, no entanto, só poderão permanecer um turno por dia na escola.

A partir de 13 de outubro, ficam liberadas as refeições e atividades de apoio em todas as outras escolas. A data prevista para retorno do Ensino Fundamental 1 e Educação Especial é 19 de outubro, e do Fundamental 2, Especial e 1º e 2º anos do Ensino Médio, 3 de novembro.

O secretário municipal de Educação, Adriano Brito, também reforçou que o retorno não é obrigatório, mas que é importante retomar as atividades. Segundo ele, os pais poderão optar por seguir com as atividades remotas.

Segundo a prefeitura, a minuta foi construída pelo grupo especial formado para debater o tema e o Comitê Técnico de Enfrentamento ao Coronavírus. Em março, a prefeitura suspendeu todas as atividades educacionais em Porto Alegre como forma de diminuir o contágio pela Covid-19.

As sugestões de protocolo incluem orientações sobre uso de máscaras, proibição de eventos e suspensão de reuniões presenciais, por exemplo. Também há regramento para o transporte escolar, limpeza e cuidados com os ambientes e normas para detecção precoce de casos e mitigação de transmissão, incluindo a comunicação com o sistema de saúde.

Alimentação

A Secretaria Municipal de Educação retomará a partir do dia 28 de setembro a oferta de alimentação nas 43 escolas municipais e 207 comunitárias de Educação Infantil. Desde março, foram distribuídas às famílias de alunos mais de mil toneladas de alimentos adquiridos com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar. Foram mais de 487 toneladas para alunos de Ensino Fundamental, 189 para a Educação Infantil estatal e 344 para as escolas comunitárias.

Mobilidade

A educação movimenta cerca de 400 mil pessoas na cidade. Com a retomada total das aulas, 29 linhas de ônibus que circulam de acordo com o calendário escolar serão reativadas. Antes da pandemia, eram cerca de 78 mil passageiros por dia com vale escolar.

Coletiva sobre a proposta de abertura das atividades de ensino.

Publicado por Nelson Marchezan Júnior em Segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Voltar Todas de Porto Alegre