A Defesa Civil alerta para o risco de ventos fortes em Porto Alegre nesta terça e quarta-feira

Por Redação O Sul | 31 de agosto de 2020

A Defesa Civil de Porto Alegre alerta para a possível ocorrência de rajadas de vento superiores a 80 quilômetros por hora na capital gaúcha, a partir da madrugada desta terça-feira, 1º de setembro. O aviso vale até o final da noite de quarta-feira. “Há risco de o evento adverso provocar alterações na mobilidade e na rotina da população”, acrescentou o órgão municipal.

Essa advertência tem base projeções meteorológicas do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), por meio de seu Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos.

Em caso de emergência, ligue para a Defesa Civil fone 199 ou Corpo de Bombeiros, fone 193. Para prestar atendimento à população e restabelecer a normalidade em áreas que possam ser atingidas, estão de prontidão também a Copae (Comissão Permanente de Atuação em Emergências), composta por secretarias e órgãos municipais. Orientações à população:

– Evite transitar na rua durante o período do alerta;

– Abrigue-se em local seguro;

– Mantenha-se afastado de postes, árvores e placas de sinalização e publicitárias;

– Não entre em alagamentos;

– Observe alterações nas encostas;

– Mantenha atenção especial no trânsito, seja motorista, motociclista, passageiro ou pedestre;

– Evite usar aparelhos eletrônicos ligados à rede elétrica.

Alterações no trânsito

Para quem mora ou circula pela Zona Norte, também é preciso estar atento às alterações no trânsito da avenida Sertório, sentido Bairro-Centro, a partir da avenida Carneiro da Fontoura, que terá o acesso à conversão temporariamente bloqueado a partir desta terça-feira, devido à realização de obra na região. A medida prossegue até o começo do mês que vem.

“Os veículos que trafegam em direção ao Centro serão direcionados para o corredor de ônibus até a altura da avenida Mena Barreto, onde retornam ao fluxo original, explica a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação). Já no sentido inverso, Centro-Bairro, os coletivos compartilham a circulação com os demais veículos no trecho.

(Marcello Campos)

Print Friendly, PDF & Email