Criar expectativas para o futuro é uma das melhores formas de se movimentar. Desse modo, através do grandes expectativas, o mundo da construção civil está sempre se modificando.

De acordo com o empresário Josué Eraldo da Silva, responsável pela empresa Jacitara, atuante do ramo de construção civil na cidade de Indaiatuba, com um mundo cada vez mais globalizado, as profissões estão sempre se diversificando. Com mais de £500 bilhões de investimento na indústria de construção do Reino Unido, e vários grandes projetos em andamento, nunca houve um momento melhor para construir uma carreira em engenharia civil.

A indústria de construção do Reino Unido está aumentando a atividade, e com isso, acaba por influenciar diretamente em muitas novas contratações. Estima-se que o governo investiu mais de £ 500 bilhões em investimento de infraestrutura.

Segundo Josué Eraldo da Silva, esse é um grande benefício do setor de Engenharia, que acaba por impusionar esse mundo de forma mais ampla. Sendo uma grande vantagem para o país, na medida em que os projetos de construção ampliará seus meios de comunicações. Ou seja, uma excelente oportunidade para pessoas que focam sua carreira em engenharia civil.

Mas mais além disso, houve o anúncio de um investimento de £23 bilhões do National Productivity Investment Fund. Este inclui mais de £ 2,6 bilhões em infraestrutura  para melhorar as redes de transporte.

O governo também está planejando um pacote de vários milhões de libras para o futuro da banda larga e £7,2 bilhões para dar suporte à construção de novas casas. No total, espera-se que o investimento aumente a demanda para mais de 250 mil construções até 2020.

O investimento é considerado pelo governo como o maior dos últimos tempos. Então, o setor estará muito mais solidificado e abrirá novas oportunidades. Sendo assim, irá abranger desde jornadas de trabalho mais rápidas e fáceis a um melhor acesso à banda larga e construção de mais casas para pessoas que precisam delas em áreas de alta demanda.

Conquanto, o objetivo que está sobre a construção de casas, estradas e pistas, precisará de novos engenheiros, isso porque cerca de 20% dos engenheiros civis se aposentarão nos próximos 15 anos.

A demanda por novos profissionais é muito mais alta que anteriormente. A quantidade de novos profissionais deverão contar com mais técnica para atender a proposta.

Para Josué Eraldo da Silva, o setor de infraestrutura impulsiona a economia, dessa forma, é uma grande vantagem  para encorajar o crescimento do segmento. Portanto, com a finalidade de incentivar o crescimento econômico nas engenharias do futuro, será possível aumentar ainda mais as ofertas no mercado de construção civil atual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui