Governador do RS nega proibição de treinamentos da dupla Gre-Nal

Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, explicou nesta segunda-feira (11) que não existe qualquer tipo de proibição no de treinamentos de clubes esportivos no decreto 55.240, publicado ontem (10) no Diário Oficial. No texto, é estabelecido o distanciamento controlado em todo o estado, com o objetivo de combater a disseminação do novo coronavírus. Na semana passada, as equipes do Tricolor Gaúcho e do Colorado deram início aos treinos individuais na capital Porto Alegre.

“Não houve mudança. Na bandeira amarela, estão liberados os treinos em clubes esportivos. Podem reunir as pessoas até o limite que ali estão [estabelecidos]. Na bandeira laranja, constavam como fechados, mas estes clubes também têm estruturas de academias de ginástica, de musculação, que poderão funcionar nas mesmas condições das academias na bandeira laranja. Está especificado ali como atendimento individualizado. A diferença é que o clube pode ter treinos coletivos na bandeira amarela e na bandeira laranja pode funcionar com atendimento individualizado nas mesmas condições e com mesmo rigor das academias. Nada foi alterado”, esclareceu o governador.

O planejamento do governo gaúcho de combate a proliferação da covid-19 divide o território em 20 regiões e cada uma delas recebe uma classificação, de acordo com a propagação do vírus e a capacidade de atendimento hospitalar. São quatro estágios: bandeira amarela (situação mais amena), laranja, vermelha e preta (a mais restritiva). A capital Porto Alegre está incluída na cor laranja, que não desautoriza os trabalhos dos clubes como vem sendo feito.

Amanhã (12) os dirigentes dos 12 clubes que disputam o Campeonato Estadual e representantes da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) ser reunirão por videoconferência às 15h, para tratar do futuro do futebol no estado.

Até o fechamento desta edição, Grêmio e Inter não haviam se pronunciado sobre a suspensão ou retomada dos treinos individuais.

*Com Agência Brasil